Buscar

Projeto do governo pode aumentar contas de luz, alerta deputado


A Assembleia Legislativa aprovou nesta terça-feira (8), em primeira discussão, por 32 votos contra 13, um projeto de lei do governo estadual que autoriza a Copel a firmar acordos de compra e venda de energia, a longo prazo, em contratos de parceria. Para o líder da oposição, deputado Requião Filho (PMDB), o projeto deixará a estatal livre para firmar contratos em que o comprador fica obrigado a pagar pelo bem ou serviço, independentemente de haver ou não a entrega de energia.

“No ramo elétrico, é o chamado negócio de take or pay. Ou seja, uma parceria por longos anos em que a Copel se obriga a comprar energia, sendo ela produzida ou não, precisando dela ou não”.

O parlamentar lembrou que em 2004, o governador Roberto Requião sancionou uma lei que impedia a Copel de firmar contratos neste formato. A lei anterior havia sido sancionada no governo Jaime Lerner, em 1997.

“É um projeto muito perigoso para a Copel que pode trazer prejuízos. Foram anos para equilibrar a empresa e eliminar contratos abusivos. Enquanto isso, os paranaenses ficaram pagando por energia desnecessária e, por vezes, não produzida”, ressaltou.

Ao encaminhar contra a aprovação, Requião Filho alertou que o projeto vai estimular o aumento do preço da luz no Estado. “Os aumentos de energia do atual governo já passam de 100%. O custo Paraná sobe de maneira absurda por causa deste desgoverno. Este projeto pode trazer mais aumentos na conta de luz.”

Segue o vídeo do discurso de encaminhamento, do deputado Requião Filho:

#copel #alep #oposição

Praça Nossa Senhora de Salette, s/nº
Gabinete 101 - 1º Andar - Centro Cívico

Curitiba - Paraná

CEP: 80530-911

Siga Requião Filho nas Redes Sociais

  • Face do Requião Filho
  • Twitter do Requião Filho
  • YouTube do Requião Filho
  • Instagram do Requião Filho
  • Flickr do Requião Filho
  • SoundCloud  do Requião Filho