top of page
Buscar

Uma semana depois, pedido de providências sobre bloqueio nas estradas do PR segue parado no STF

Encaminhamento feito pelos deputados de oposição no Paraná, liderado por Requião Filho, segue sem movimentação.

Requião Filho | Foto: Orlando Kissner

O Deputado Estadual Requião Filho, juntamente com os deputados Arilson Chiorato (PT), Goura (PDT), Professor Lemos (PT), Tadeu Veneri (PT), e Luciana Rafagnin (PT), protocolou na última semana uma Reclamação junto ao Supremo Tribunal Federal. O documento, elaborado pelo advogado Luiz Fernando Delazari, pede que sejam intimados o Governador do Estado o Paraná, Ratinho Júnior, o Secretário de Segurança Pública, Wagner Mesquita de Oliveira, e o Comandante-Chefe da Polícia Militar, Cel. Hudson Leôncio Teixeira, para que, imediatamente, cumpram a decisão proferida pela Corte na ADPF 519, sob pena de multa, crime de responsabilidade e tipificação do delito de desobediência.


Os parlamentares fundamentam o pedido a partir da determinação do Ministro Alexandre de Moraes que, exigiu a liberação imediata das estradas no Paraná, por parte dos manifestantes bolsonaristas, a partir de 1 de novembro, que seguem com tráfego bloqueado em diversos pontos das estradas do Paraná.

“Seguiremos acompanhando o andamento deste requerimento. Afinal, cabe ao Governador manter a ordem constitucional, o livre trânsito das pessoas e a segurança dos paranaenses. Não é possível que, a cada dia, tenhamos novos bloqueios nas estradas e o Chefe do Executivo siga omisso", afirmou o deputado.

O andamento do requerimento pode ser consultado no link: https://portal.stf.jus.br/processos/detalhe.asp?incidente=6514264

22 visualizações

Comments


bottom of page