top of page
Buscar

Shows do projeto Viva Verão foram pagos por empresa que recebe incentivos fiscais

Dinheiro que o Paraná deixa de arrecadar com benefício é desconhecido e pode fazer falta para investimentos essenciais no próprio litoral.

Foto: Roberto Dziura / AEN

A temporada de verão está chegando ao fim e, deixada por ela, ficará uma conta salgada que, ao longo do ano, vai custar caro para os paranaenses. A movimentação criada pelo Governo do Estado para gerar entretenimento no litoral teve um custo alto, com a escolha de shows caros, que foram contratados indiretamente com dinheiro público. Para conhecer melhor o planejamento financeiro realizado pelo Executivo, o deputado estadual Requião Filho encaminhou um pedido de informações a respeito dos cachês das atrações culturais do projeto “Viva Verão”, que trouxe estrelas do sertanejo como Fernando e Sorocaba, Eduardo Costa, e Leonardo.


Conforme a resposta encaminhada esta semana ao gabinete do parlamentar, o Governo do Estado afirma que todos os cachês foram viabilizados através do programa Paraná Competitivo, pela empresa Renault do Brasil S.A, e que o montante não é de conhecimento da Casa Civil.


“Utilizaram um mecanismo de apoio à economia pra fazer show e propaganda na praia, e beneficiar artistas amigos, sem qualquer critério de escolha. Poderiam prestigiar, por exemplo, nossos artistas locais com esse dinheiro. E ainda por cima, admitem que não têm controle algum do que é feito com o dinheiro do incentivo. Sem transparência e sem prestar contas ao povo do Paraná, esses recursos milionários certamente farão falta para investimentos essenciais que beneficiariam o próprio litoral”, afirmou o deputado Requião Filho.

PARA ACESSAR A RESPOSTA DO PEDIDO DE INFORMAÇÕES - CLIQUE ABAIXO

Informação DG CC
.pdf
Download PDF • 1.35MB



29 visualizações

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page