Buscar

Servidor público do Paraná vira alvo do Governo outra vez

Por Requião Filho


Chegou a vez dos Servidores Estaduais. Não demorou muito e a Reforma da Previdência infelizmente também entrou em pauta no Paraná.


Faltando um mês para o encerramento do ano legislativo, o Governador Beto Richa… ops desculpe, Ratinho Júnior, enviou para a Assembleia Legislativa três mensagens que vão atingir diretamente a aposentadoria de professores, policiais e todos os nossos servidores. Os mesmos que foram massacrados nos últimos oito anos e levaram bomba em praça pública, quando tentavam frear essa famigerada e obsessiva retirada de direitos que persegue a nova linha política que domina o país.


É, meus amigos… a perda de direitos é certa! O desespero para a corrida em torno dessa aprovação é tamanha que já convocaram até uma coletiva de imprensa para tentar jogar panos quentes na opinião pública e não apavorar o povo.


Mesmo extinta a Comissão Geral, modelo de votação às pressas que era previsto no antigo Regimento da Assembleia (aquela mesma que resultou na invasão da Assembleia Legislativa em 2015), hoje, parece estar ressuscitando, através do ardiloso artifício de Regime de Urgência para aprovação da PEC.


Ora! Não é segredo nenhum que Projetos de Emenda à Constituição possuem regime próprio de trâmite, com maior rigidez legal, diante da importância de seus temas. Mas dentro do nosso entendimento, essa discussão de algo que provoca mudanças e que afetam as garantias dos servidores não pode ser realizada às pressas. Concorda?


A propósito… e o Governador, onde foi parar? Para não se indispor nem manchar sua imagem, Ratinho Júnior enviou a bomba para a Assembleia votar e sequer está no Brasil. Deixou para sua equipe a decisão do remédio amargo que trará sérias consequências a vida financeira de policiais, professores e todos os servidores que trabalham em favor dos paranaenses. Enquanto isso está na França… alguém lembra disso? Não, este não é um Dejà vú. As semelhanças com o ex-governador são tamanhas que as vezes parece que o outro governo ainda não acabou.


Fugiu assim como se esquivava quando não queria votar em decisões polêmicas na época em que era deputado, aqui na Assembleia. Foi para a França, assim como o ex-governador, e deixou para o Vice assinar e para sua equipe resolver o problema. Covarde! Vai fazer como o Beto Richa e sequer estará presente para responder aos questionamentos de quem trabalha para fazer um Paraná melhor. Mandou o texto para a Assembleia com Pedido de Urgência. Vai atropelar a discussão, sem tempo para um bom debate entre as partes.


Segue o mesmo caminho de seu antecessor. Truculência, falta de diálogo, incompetência para tratar da coisa pública, é isso o que realmente o paranaense quer? Foi esse Governador que você escolheu para representar nosso Estado?


Nós da oposição faremos nosso trabalho, para que você tenha ao menos um debate justo sobre o tema. Mas infelizmente, a perda de direitos é certa.


Segura mais essa, Paraná! Tempos duros e sombrios se pronunciam para o fechamento deste 2019.


0 visualização

Praça Nossa Senhora de Salette, s/nº
Gabinete 101 - 1º Andar - Centro Cívico

Curitiba - Paraná

CEP: 80530-911

Siga Requião Filho nas Redes Sociais

  • Face do Requião Filho
  • Twitter do Requião Filho
  • YouTube do Requião Filho
  • Instagram do Requião Filho
  • Flickr do Requião Filho
  • SoundCloud  do Requião Filho