top of page
Buscar

Sanepar corta água de comunidades assentadas em Colombo

Deputado Requião Filho está cobrando explicações sobre medida de Estatal que está prejudicando moradores.

Requião Filho | Foto: Orlando Kissner

O Deputado Estadual Requião Filho encaminhou esta semana um pedido de informações à Sanepar para esclarecer os motivos que levaram ao corte repentino no fornecimento de água, em uma comunidade de assentados em Colombo.


“Os direitos à água potável e ao saneamento básico são imprescindíveis para a concretização do princípio da Dignidade da Pessoa Humana, pilar constitucional que alberga a vida, saúde, alimentação e moradia. Não podemos permitir que essas pessoas sejam desassistidas, muito menos idosos e crianças”, defendeu o deputado, que recebeu inúmeros relatos esta semana sobre violações no fornecimento de água no Estado.

A ocupação em questão já existe há doze anos na região do Parque dos Lagos, próximo ao 22º Batalhão da Polícia Militar. Conforme contam os moradores, devido ao corte no abastecimento há 15 dias, mais de 180 famílias ficaram prejudicadas, sem acesso a água potável para preparar seus alimentos e realizar a higiene básica.


Requião Filho conta que também recebeu outros relatos semelhantes do Jardim das Graças, em Colombo, e outra no município de Araucária, onde mais de uma centena de pessoas também permanece sem abastecimento, em razão da postura recente da Sanepar. Diante disso, além do pedido de informações à companhia, o deputado também encaminhou o fato ao conhecimento da Defensoria Pública. Receberam a denúncia os Coordenadores dos Núcleos Especializados de Questões Fundiárias e Urbanísticas e Cidadania e Direitos Humanos, João Victor Rozatti Longhi e Antonio Vitor Barbosa de Almeida.

53 visualizações
bottom of page