Buscar

Quem respeita sua história, sabe o futuro que merece

Reconhecer que o Requião foi o melhor governador do Paraná não é propaganda, é respeitar a história.

POR: REQUIÃO FILHO

Se “coisa do passado” é o “me chama que eu vou”, então coisa do presente é fake news, negacionismo, ilusão travestida de propaganda para enganar a população. É comparar que eles querem? Então vamos comparar…


Até porque o “passado” do Paraná nos traz lições importantes. Vamos falar de segurança pública? Bom, falar daquele tempo nos faz lembrar dos R$91 milhões investidos para renovar o sistema penitenciário, com o aumento de vagas nos presídios em 123%, com a capacitação profissional dos servidores do sistema e a ressocialização dos presos que passaram a ter cursos técnicos em seu período de reclusão.

Quer comparar mais? Foi no Governo Requião que o Paraná viu surgir nosso primeiro sistema de geoprocessamento, que reforçava a estrutura de segurança com o mapa do crime e auxiliava no controle e no combate à criminalidade. E tudo isso com o investimento de quase 7 bilhões de reais só em segurança pública… isso em dinheiro da época, se fosse corrigido esse número seria ainda maior. Não, não são 17 bilhões de reais em benefícios fiscais destinados para empresas secretas, de amigos do rei que o Estado custa divulgar quem são. Tudo às claras, investindo dinheiro dos paranaenses NOS paranaenses.

E já que é pra sapatear em cima das ratazanas, ainda sobre a segurança pública, vamos seguir com a comparação e lembrar que a remuneração dos policiais aumentou até 217% em seis anos, diferente das esmolas que o atual governador quer dar, achatando carreiras dos servidores do Estado, e colocando os novos contra os que já tanto defenderam nosso Paraná.

Não, e ainda não acabou! E olha que nem to falando aqui de Saúde, Educação, Economia e outros setores importantíssimos que geraram emprego e renda para a população. Seguimos falando de Segurança Pública, Segurança de Verdade! No governo Requião, a patrulha escolar atendia 100% da comunidade escolar pública, sem precisar militarizar escola algum, garantindo autonomia aos professores e segurança aos pais e alunos. Sem contar a patrulha rural, que cuidava do nosso povo do campo.

Não precisamos de propaganda, mas sim trabalhar com a verdade. Não se muda a história, não se altera o que foi feito, mas se consegue fazer de novo e planejar melhorias, tal qual um dia foi alcançado.

É ‘antigo’ investir no Estado? Eu quero o ‘antigo’ de volta, me chama que eu vou.


* * *


Artigo publicado originalmente em Blog do Esmael.


8 visualizações

Posts recentes

Ver tudo