top of page
Buscar

Projeto de Lei que celebra legado artístico de Odelair Rodrigues no Paraná é aprovado na ALEP

'Dia Odelair Rodrigues e da Mulher Negra do Teatro Paranaense' recebeu pareceres favoráveis das Comissões Cultura, e de Constituição e Justiça.

(divulgação)

Apresentado em março deste ano, o Projeto de Lei que institui o dia 27 de Janeiro, como o “Dia Odelair Rodrigues e da Mulher Negra do Teatro Paranaense”, entrou em pauta esta semana na Assembleia Legislativa do Paraná , e foi aprovado em primeira votação por unanimidade. O objetivo é valorizar a trajetória da saudosa atriz paranaense, que ficou famosa no teatro, rádio, cinema e televisão e, também, para prestar uma sincera e honrosa homenagem a todas as artistas, mulheres pretas paranaenses.


“Odelair faleceu há vinte anos e deixou um legado ímpar nos palcos e na televisão, marcado especialmente pela luta contra o preconceito. Por estes e tantos motivos, se faz necessário esse reconhecimento do Estado do Paraná a atriz curitibana”, justificou o autor da proposta, deputado estadual Requião Filho (PT).

O Projeto nasceu a partir de um pedido especial dos diretores da Cia Ká de Teatro Kelvin Millarch e Caio Frankiu, para homenagear os 70 anos de carreira da atriz. A ideia foi prontamente aceita pelo parlamentar, tendo em vista de ter sido uma das pioneiras da televisão paranaense e ganhadora de diversos prêmios, além de uma inspiração e referência de estudo para a nova geração de artistas no Estado. Odelair também já foi objeto de pesquisa, exposição biográfica e de espetáculo teatral, todas ações realizadas pela Companhia de Teatro.

’Dia Odelair Rodrigues e da Mulher Negra do Teatro Paranaense’ recebeu pareceres favoráveis das Comissões Cultura, e de Constituição e Justiça, foi aprovado em primeira votação pelo plenário da Assembleia Legislativa, e deve passar para mais duas votações antes de seguir para sanção do Governo do Estado. Certamente, uma homenagem merecida!

SOBRE ODELAIR RODRIGUES


Odelair Rodrigues, brilhante atriz, nasceu em 27 de janeiro de 1935, porém foi registrada apenas em 14 de junho, quase cinco meses depois. Apesar de sofrer bullying por causa de sua cor, cresceu feliz e esperançosa em Curitiba, sem demonstrar todo o sofrimento vivenciado.


Sua notável carreira teve início em 1952, com apenas 17 anos de idade, quando passou a integrar o “Corpo Cênico” do Colégio Estadual do Paraná, onde estreou na peça “Sinhá Moça Chorou”.


Formou-se em Contabilidade pela UTFPR e, por não conseguir se posicionar profissionalmente na área, foi trabalhar como doméstica. Após sofrer com um casamento abusivo, foi morar no camarim do Teatro de Bolso, em Curitiba, que ajudou a fundar.


Também foi integrante do Teatro de Comédia do Paraná e foi merecedora de diversas premiações. Casou-se, mudou para o Rio de Janeiro, e retornou a Curitiba. Odelair Rodrigues, além de parte da história do teatro no Paraná, foi uma atriz que superou preconceitos, por sua cor de pele, seu status social e por suas escolhas profissionais. Faleceu em julho de 2003 e, este ano, em julho de 2023, completam-se vinte anos de sua partida!


22 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page