Buscar

Governo do PR não está pronto para início da vacinação

"Estamos bem distantes disso, por incompetência do Chefe do Executivo”, alerta Requião Filho

O Paraná vai seguir o Plano Nacional de Imunização (PNI) elaborado pelo Governo Federal. Porém, enquanto o Ministério da Saúde espera começar ainda neste mês as imunizações dos grupos considerados de risco, a estimativa é que o Estado demore um pouco mais para dar início a vacinação e que esta se prolongue por vários meses, uma vez que serão poucas as primeiras doses encomendadas pelo Estado.


“As vacinas são importadas e ainda faltam componentes que demandam uma logística internacional impossível de prever. Então esta propaganda de que o Paraná já começa a vacinar a população em janeiro não passa de uma falsa expectativa, criada para fazer manchetes positivas”, avalia Requião Filho.

De acordo com a Secretaria de Saúde, o grupo prioritário para ser vacinado é formado por cerca de 90 mil profissionais da linha de frente do combate à Covid-19, 10 mil índios acima de 18 anos mapeados em comunidades isoladas de 30 municípios do Estado e 10 mil idosos que vivem em asilos e casas de repouso.


“É muito pouca vacina para tudo isso. Ilusão pensar que poderemos retomar uma vida ‘normal’ em tão pouco tempo como o Governo está divulgando. É preciso ser realista”.

539 visualizações

Praça Nossa Senhora de Salette, s/nº
Gabinete 101 - 1º Andar - Centro Cívico

Curitiba - Paraná

CEP: 80530-911

Siga Requião Filho nas Redes Sociais

  • TikTok
  • Face do Requião Filho
  • Twitter do Requião Filho
  • YouTube do Requião Filho
  • Instagram do Requião Filho
  • Flickr do Requião Filho
  • SoundCloud  do Requião Filho