top of page
Buscar

“Falhamos enquanto sociedade”, desabafa Requião Filho

Em discurso sobre violência policial, parlamentar expõe jornadas exaustivas e péssimas condições de trabalho na Segurança Pública do Paraná

Requião Filho | Foto: Assessoria ALEP

O Deputado Estadual Requião Filho (PT) trouxe ao plenário nesta terça-feira (07), uma crítica às condições de trabalho dos policiais paranaenses, que enfrentam jornadas exaustivas para defender a sociedade. Ao mesmo tempo, traçou um comparativo em contraponto à violência atribuída contra comunidades carentes, marginalizadas pela sociedade.


“Falhamos enquanto sociedade, quando não damos a eles a chance de uma boa escola, de emprego, e quando o único pertencimento que damos a ele é a marginalização da sociedade. As crianças não têm perspectiva de vida na periferia, não conseguem estágio porque não se vestem bem, porque não tem água encana porque a Sanepar prioriza acionistas e não se preocupa com o social. Aí chega um traficante e faz uma proposta que garante dinheiro, telefone da moda, um tênis e respeito na comunidade, ele se sente acolhido pelo tráfico, por falta de oportunidades. E nós, como sociedade, não damos o direito a essa parcela da população a uma vida justa. Falhamos como sociedade e o que me assustam de verdade são os que aliciam políticos, os milionários que trocam favores por mais poder e, assim, manter na pobreza milhares de brasileiros”, refletiu.


“Vamos discutir a violência policial? Vamos, mas vamos discutir também as condições de trabalho que eles estão vivendo. Profissionais que estão nas ruas em jornadas exaustivas. Como vamos exigir deles empatia, se estão cansados e estressados, e ainda assim tentando cumprir a lei, e defendendo a nossa população. Como vamos ter uma sociedade justa, se não damos às comunidades carentes a chance de vencer, não damos a um menino pobre a educação que ele merece?”, questionou.

ASSISTA NA ÍNTEGRA:


14 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page