Buscar

Em resposta a Requião Filho, Governo assume que desamparou os jovens aprendizes durante a pandemia

Documento demorou um ano pra ser respondido e comprova que instituições de ensino inclusivo foram abandonadas.


Em resposta aos questionamentos do deputado Requião Filho, o Governo do Paraná, por meio da Secretaria da Justiça, Família e Trabalho, disse que nada foi feito efetivamente para auxiliar as Instituições Formadoras Sem Fins Lucrativos (IFSL), durante o período de calamidade por conta da pandemia. O pedido de informações foi feito pelo deputado em junho de 2020 e a resposta veio somente agora, no mês de maio de 2021.

Sobre o programa “Cartão do Futuro” que deveria auxiliar jovens aprendizes em situação de vulnerabilidade no mercado do trabalho, com remuneração, a resposta do Governo foi de que “o aporte dos recursos foi contingenciado pela Secretaria da Fazenda para outros Programas Emergenciais de combate à COVID-19”. Ou seja, nenhum recurso foi destinado para o programa nesse período e os jovens em vulnerabilidade social ficaram sem qualquer tipo de apoio.


Outra situação que chama atenção na resposta é o descaso do Governo com a questão. A Secretaria disse que foi criado, no ano de 2020, um Comitê para tratar do assunto, mas que não ocorreram reuniões do grupo de trabalho durante todo o ano de 2020, nem em modo virtual. A última que ocorreu foi realizada no dia 31 de março.


Ocorre que SESA não convocou efetivamente nenhuma reunião ao longo do ano de 2020”, diz a resposta do Governo.


(Clique nesse link abaixo para conferir a resposta completa)

Resposta Envio Expediente - IFSFL
.pdf
Download PDF • 1.80MB

Também foi criado um Conselho para tratar dos mesmos temas voltados aos jovens aprendizes com dificuldades por conta da pandemia, mas não houve nada de decisão concreta.

“É lamentável o descaso do governo com estes jovens que estão desamparados, e nada foi feito para que fossem auxiliados. O próprio governo confirmou que não tomou nenhuma atitude. E levou um ano pra dizer isso”, criticou Requião Filho.

Segundo o deputado, vários setores tiveram o auxílio do Governo do Paraná durante a pandemia, mas os jovens aprendizes foram esquecidos.


“Sabemos que o momento é delicado, mas infelizmente não foram destinadas medidas de apoio ao Terceiro Setor ou aos menores aprendizes”, lamentou.

113 visualizações