Buscar

8 Dicas para aproveitar a Semana do Consumidor sem enganação


Até parece Black Friday, mas não é. Em março também temos uma semana de ofertas no Brasil em referência a uma data criada nos Estados Unidos, a partir de um discurso de John F. Kennedy. Era 15 de março de 1962, quando o ex-presidente norteamericano expôs pela primeira vez os quatro princípios básicos de proteção dos interesses dos consumidores: a segurança, a informação, a escolha e o direito de ser ouvido.


Criativos, os brasileiros estenderam a data para uma semana e, segundo uma pesquisa do Google, já são 35 milhões de pessoas esperando ansiosamente pelo período de ofertas. A comemoração do Dia do Consumidor celebra também o Código de Defesa do Consumidor, que entrou em vigor no dia 11 de março de 1991. Para o Deputado Estadual Requião Filho (MDB), a Semana do Consumidor aquece o comércio, mas é preciso ficar atento às promoções muito tentadoras, especialmente em compras online.


"É uma época boa para o mercado, mas com o dólar muito alto, nem todo produto pode estar com o desconto prometido que aparece na propaganda. Muitas lojas, para atrair o consumidor, destacam o valor de uma pequena parcela na manchete, mas quando você olha bem de perto, percebe que são 12 ou 24 vezes daquele número do cartaz", alerta o parlamentar.

Por isso, Requião Filho listou oito dicas valiosas para evitar enganos nas compras on-line da Semana do Consumidor:


1. Desconfie de “ofertas milagrosas” ou preços muito abaixo do mercado;

2. Buque o produto em ao menos três sites diferentes e verifique também se o que você escolheu é um portal confiável, busque informações sobre a reputação da loja ou da marca que está comprando;

3. Leia atentamente a todos os comentários e avaliações de quem já comprou o produto;

4. Antes de comprar, verifique todas as especificações de peso, tamanho, voltagem etc;

5. Verifique se o produto é importado. Em alguns casos, pode ser taxado na entrega;

6. Caso o produto chegue quebrado ou danificado, fique atento aos prazos e condições para uma eventual devolução;

7. E se você se arrepender da compra, terá sete dias para fazer a devolução, com frete pago pelo fornecedor;

8. Não esqueça de ficar de olho no tempo de entrega. Às vezes com frete grátis, o prazo para a entrega aumenta muito e você pode receber seu produto só no Natal.



Aqui no site do Deputado Requião Filho, há uma página chamada É DIREITO SEU, criada há três  anos para auxiliar os consumidores paranaenses.


RECLAMAÇÕES CONSUMIDOR

Você já conhece a plataforma Consumidor.gov.br?


É o site onde se permite acelerar as soluções de conflitos entre consumidores e fornecedores, sem que esses cheguem ao Judiciário. Hoje, estima-se que há quase 100 milhões de processos abertos na Justiça, ao custo de R$ 1.000 a R$ 2.000 por ação para o contribuinte.


Embora a solução dos conflitos realizada por meio da plataforma leve em média sete dias e ultrapasse os 80% de resolutividade, o secretário acredita que pode triplicar o número de adesões de empresas e consumidores. Vale a pena lutar para fazer valer os seus direitos!

FOTO DE CAPA ORLANDO KISSNER

0 visualização

Praça Nossa Senhora de Salette, s/nº
Gabinete 101 - 1º Andar - Centro Cívico

Curitiba - Paraná

CEP: 80530-911

Siga Requião Filho nas Redes Sociais

  • Face do Requião Filho
  • Twitter do Requião Filho
  • YouTube do Requião Filho
  • Instagram do Requião Filho
  • Flickr do Requião Filho
  • SoundCloud  do Requião Filho