top of page
Buscar

Deputados de Oposição votam contra título de cidadania honorária do Paraná a Bolsonaro

Projeto recebeu 28 votos favoráveis e 9 contrários na segunda discussão.

Requião Filho | Foto: Valdir Amaral

Sob protestos e manifestações de repúdio dos deputados do Bloco PT/PDT, que formam a bancada de Oposição, a Assembleia Legislativa (Alep) aprovou hoje (28), em primeira e segunda discussões, o título de Cidadão Honorário ao ex-presidente Jair Bolsonaro. Na segunda votação, o projeto recebeu 28 votos favoráveis e 9 contrários.


Da tribuna, o líder da Oposição, deputado Requião Filho, repudiou a proposta e disse que o lugar de Bolsonaro é na Papuda.


“Eu vejo deputados aqui querendo homenagear certas pessoas. Pessoas que, para mim, são deploráveis, que o único reconhecimento que mereciam são do Ministério Público e da Justiça, seguido por alguns anos na Papuda. Fazem o que podem para continuar com este desespero de dizer lutam contra o fantasma do comunismo. Eu não estou feliz com o governo federal, mas não vi fecharem igrejas, não vi obrigarem banheiros unissex. Não há espaço para debate, há sempre discussão. Não se busca construir, se busca destruir. Tem coisas mais importantes para debatermos aqui. Não se preocupam com o aumento de impostos, geração de empregos, com a saúde, mas sim com esse discurso eleitoreiro, com essa polarização”.


Presidente estadual do PT, Arilson Chiorato ressaltou que Bolsonaro não cumpre nenhum requisito exigido no Regimento Interno para a concessão de título de cidadania honorária, como ação destacada em filantropia; contribuição ao desenvolvimento das ciências, letras e cultura e biografia com registro de postura ética ilibada e respeito a democracia e as instituições.


“Bolsonaro mobilizou uma parcela de fanáticos para agredir a democracia. Planejou a tentativa de golpe de 8 de janeiro. Negou a ciência de forma veemente. Criminalizou os educadores. Zombou das pessoas que estavam morrendo com Covid-19. Desrespeitou as mulheres. Criminalizou a classe política. Nós vamos dar um título para um cidadão com esta biografia? A Assembleia vai manchar seu nome ao dar um título para este cidadão!”.


Para ele, a concessão da honraria a Bolsonaro é uma vergonha para o Paraná. “Este projeto nem deveria estar pautado. Temos tantos temas importantes e vai votar um título para um sujeito que tanto mal fez às pessoas. Isso tira o brilho dos títulos dados a pessoas dignas. É uma vergonha para este parlamento e mais ainda para o governo do estado ao orientar voto favorável. É uma afronta ao povo paranaense. Nós votamos contra!”


Da mesma forma, o deputado Goura, presidente do PDT Paraná, defendeu voto contrário. “O PDT foi o autor da ação que resultou na inelegibilidade de Bolsonaro pelos próximos 8 anos. Caso seja aprovado, daremos a cidadania honorária a um cidadão condenado pelo TSE. Nosso voto é não, pelo Brasil e pela democracia”.


Votaram contra os deputados Ana Julia (PT), Arilson Chiorato (PT), Dr. Antenor (PT), Goura (PDT), Luciana Rafagnin (PT), Márcia Huçulak (PSD), Marli Paulino (SD), Professor Lemos (PT) e Requião Filho (PT).


Assista ao discurso do Requião Filho aqui:


26 visualizações

Komentarze


bottom of page