Buscar

Todos contra o pedágio! Críticas aos termos do acordo de leniência firmado entre o MPF e a Rodonorte


Já não é mais segredo para ninguém que fui o primeiro Deputado a subir na tribuna da Assembleia Legislativa e questionar o acordo de leniência firmado entre o Ministério Público Federal e a Rodonorte.

Indaguei o Estado, indaguei a própria força-tarefa da Lava Jato e enviei um ofício ao Juízo responsável pela homologação, pedindo que tivesse um olhar crítico aos termos do contrato e conferisse total prioridade ao interesse público, em especial, para que deixasse claro quais seriam as contrapartidas e como vão devolver esse dinheiro. Será que esta conta será justa? Quais obras deixariam de ser feitas e quais ainda seriam concluídas até o encerramento dos contratos. Muitas dúvidas precisam ser esclarecidas. Entretanto, como já é de praxe, até hoje nenhum de nossos pedidos foram formalmente respondidos, sequer ecoaram com força na grande mídia, mas seguimos cobrando. Não vamos nos calar! O que agora nos causa surpresa é a atitude de um grupo de deputados apoiadores do antigo governo, aderindo ao nosso debate, também questionando os acordos da Lava Jato no Paraná, mas com ampla e repentina publicidade. Sim, é um espanto, pois são aqueles mesmos que ficaram oito anos quietinhos, batendo palmas para AGEPAR, que deixaram a situação chegar ao ponto em que chegou. Foram eles os que deram o aval para as suspensões dos processos contra o pedágio, para conceder todos os reajustes dessa tarifa mais cara do país, e ainda para as propagandas de obras pedagiadas como se estas estivessem sendo pagas pelo Estado. Oras, quanta hipocrisia, meus caros! Discurso e prática devem caminhar juntos sempre… difícil entender esta postura “livre” que alguns agora querem demonstrar. Por que só agora? Essa preocupação deles é válida, mas um tanto tardia e, possivelmente, nada desinteressada. Empresas milionárias ganharam rios de dinheiro, sangrando a população paranaense nesses anos todos, com o consentimento deles… contudo, o que teria por trás deste súbito interesse em questionar agora, o que eles mesmos encobriram durante tantos anos? Serei sempre o primeiro a cobrar transparência a todos os atos que envolvem o dinheiro dos paranaenses. Serei sempre o primeiro, sem demagogia, mantendo minhas posições do começo ao fim, em defesa do Paraná. Serei sempre o primeiro a denunciar qualquer conduta que possa trazer prejuízo aos cofres do Estado.

De toda forma, o apoio dessa turma aparentemente desgarrada é bem-vinda. Precisamos mesmo questionar os termos deste acordo, que sequer chamou o Governo para o debate dos critérios de devolução destes recursos.

A população tem o direito de saber os detalhes de como o erário será ressarcido, para onde irá o dinheiro arrecado e qual o tamanho desse o prejuízo. Precisamos saber se o acordo teve a participação da Governadoria e como estes termos foram negociados. Os acordos devem ser esclarecidos… Quero acreditar que a ALEP deveria ter sido chamada para participar ativamente dessa negociação, pois fomos eleitos como os verdadeiros representantes da população do Estado. E mesmo que nem todos tenham discurso e prática caminhando juntos, é sempre importante numa hora dessas ter ao nosso lado deputados realmente preocupados em defender os reais interesses dos paranaenses.

#acordodeleniência #Leniência #pedagio #pedágio #RodoNorte #rodovias #OperaçãoLavaJato #agepar #DeputadoEstadualRequiãoFilho

2 visualizações

Praça Nossa Senhora de Salette, s/nº
Gabinete 101 - 1º Andar - Centro Cívico

Curitiba - Paraná

CEP: 80530-911

Siga Requião Filho nas Redes Sociais

  • Face do Requião Filho
  • Twitter do Requião Filho
  • YouTube do Requião Filho
  • Instagram do Requião Filho
  • Flickr do Requião Filho
  • SoundCloud  do Requião Filho