Buscar

Lava Jato chega ao Palácio Iguaçu. “Nenhuma novidade. Já vínhamos denunciando isto há tempos”, diz R


Mandados de prisão, de busca e apreensão de documentos tomam conta da 48ª fase da Lava Jato no Paraná, nesta quinta-feira. Agentes da Polícia Federal e do Ministério Público Federal cumprem ações no Palácio Iguaçu, por denúncias que envolvem fraude em licitações, lavagem de ativos, propina e favorecimentos nas concessões de pedágio e obras nas rodovias paranaenses.

Para o Deputado Estadual Requião Filho, da bancada de oposição na Assembleia Legislativa do Paraná, as manchetes de hoje não representam nenhuma novidade.

“Essa história da Receita ter descoberto só agora o superfaturamento de empresas de fachada, de aumento de custos, a gente já vem denunciando há muito tempo. É novidade para a Lava Jato e para a Receita, mas nós já vínhamos falando isso desde o Governo Requião. Não é nenhuma novidade. Os interesses do Beto Richa com a Odebrecht e as concessionárias de pedágio já tínhamos denunciado em discursos na Assembleia desde o início do meu mandato”, recordou.

(IMAGENS: REPRODUÇÃO DA INTERNET)

O parlamentar elogiou a Lava Jato e reconhece que, embora nunca tenha gostado dos exageros midiáticos de algumas fases da operação, tem cumprido seu papel no combate à corrupção no Brasil.

“A Lava Jato faz esse serviço, abre a tampa da caixa-preta da corrupção. Parabenizo a operação e, principalmente o Ministério Público Federal, que vem fazendo bem seu trabalho. Aguardamos agora que o STJ se manifeste sobre o Governador Beto Richa e o seu foro privilegiado, para que também seja investigado do jeito que a população espera”, declarou.

Requião Filho acredita que somente com uma investigação mais aprofundada ao Governador do Paraná, será possível esclarecer o porquê de Beto Richa ter desistido das ações contra as concessionárias de pedágio, logo que assumiu o mandato em 2011, uma vez que estavam próximas de ter suas sentenças positivas ao Paraná declaradas pela Justiça.

“Esta é uma luta judicial que nós travamos há muito tempo. Na época, durante o Governo Requião, travamos todos os aumentos enquanto os processos corriam na Justiça. Não concedemos nenhum reajuste nas tarifas, embora eles tenham sido alcançados por meio compulsório, através de liminares que nós nunca concordamos. Deixamos na época mais de 42 processos contra os contratos de pedágio aqui no Paraná e o Beto suspendeu as ações, sem prestar esclarecimentos à sociedade. Os paranaenses merecem saber a verdade”.

#lavajato #políciafederal #sérgiomoro #PalácioIguaçu #betoricha #casacivil #odebrecht #pedágio #concessionárias #Paraná #corrupção

7 visualizações

Praça Nossa Senhora de Salette, s/nº
Gabinete 101 - 1º Andar - Centro Cívico

Curitiba - Paraná

CEP: 80530-911

Siga Requião Filho nas Redes Sociais

  • Face do Requião Filho
  • Twitter do Requião Filho
  • YouTube do Requião Filho
  • Instagram do Requião Filho
  • Flickr do Requião Filho
  • SoundCloud  do Requião Filho