Buscar

Perseguição política - Governador veta projeto de Requião Filho voltado à Saúde Mental #JaneiroBranc


"O problema está na assinatura, no nome Requião, atrelado ao projeto".

Aprovado pela Assembleia Legislativa no ano passado, o Projeto de Lei nº 116/2017 denominado Janeiro Branco, de autoria do Deputado Estadual Requião Filho, foi vetado pelo Governador Beto Richa. A ideia de realizar ações educativas a respeito da saúde mental no mês de janeiro não agradou o Chefe do Executivo, que alegou outras atividades já em vigor neste sentido realizadas ao longo do ano.

Ele reconhece que não existe ilegalidade ou inconstitucionalidade no Projeto de Lei, mas afirma que não há interesse público e não explica o porquê de tal contrariedade.

“Por que cuidar da saúde pública é assunto tão indigesto para o atual Governador? A gente sabe, o problema está na assinatura do Projeto”, justifica Requião Filho.

Ele explica que esta não é a primeira vez que isto acontece.

“Outros Projetos com a assinatura ‘Requião Filho’ já foram vetados anteriormente, enquanto propostas bem semelhantes da base foram sancionadas. Não é democrático nem justo com a população, porque põe em xeque o mandato do governo e confirma o que já sabíamos; para o Governador o que impera é a perseguição política acima do real interesse público. Não há diálogo, apenas fisiologismos e favorecimentos”.

O Deputado relembrou ainda a importância do projeto, uma vez que a adesão da sociedade em questões relativas à saúde tem demonstrado relevante impacto positivo.

“Colorir os meses e direcioná-los à proteção da vida levam informação, rompem preconceitos e são de extrema importância no acolhimento social do paciente. É lamentável que assim não o seja compreendido pelo atual governador e nem seja de seu interesse”, defendeu Requião Filho.

Para a Vereadora de Curitiba, Noêmia Rocha, que apresentou projeto semelhante na Câmara de Vereadores de Curitiba e sancionado pelo prefeito em exercício Eduardo Pimentel, em 04 de janeiro de 2018, "o veto aponta para as mais mesquinhas das razões em política, projeto vindo de deputado de oposição ao governo e segue a postura de desmonte das ações públicas em saúde mental do governo Temer".

Noêmia Rocha mencionou que, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o Brasil é considerado o país com a maior taxa de pessoas com transtornos de ansiedade no mundo, ficando em quinto lugar nos casos de depressão na atualidade. Ela também lamentou a atitude do governador que desconsidera a gravidade do tema e de ações educativas e preventivas em saúde mental.

"Precisamos de atitudes políticas que sejam superiores às vaidades pessoais e interesses meramente eleitorais e nos unir em defesa dos que mais precisam, a população", afirmou.

O veto deve ser apreciado em plenário pela Assembleia Legislativa nos próximos dias pelos demais parlamentares.

#janeirobranco #saúdemental #secretariadasaúde #saúde #requiãofilho #CAPS #betoricha #NoêmiaRocha

3 visualizações

Praça Nossa Senhora de Salette, s/nº
Gabinete 101 - 1º Andar - Centro Cívico

Curitiba - Paraná

CEP: 80530-911

Siga Requião Filho nas Redes Sociais

  • Face do Requião Filho
  • Twitter do Requião Filho
  • YouTube do Requião Filho
  • Instagram do Requião Filho
  • Flickr do Requião Filho
  • SoundCloud  do Requião Filho