Buscar

Deputados aprovam texto do Executivo e funcionalismo público fica sem reajuste


A Assembleia Legislativa do Paraná aprovou na noite desta quinta-feira (24), por 33 votos favoráveis e 15 contrários, o projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2017, com a emenda do Executivo que suspende o reajuste salarial do funcionalismo previsto para janeiro. O projeto deve ser sancionado na próxima semana pelo governador Beto Richa (PSDB).

Com isso, os servidores públicos ficam também sem a reposição da inflação de 2016 e do adicional de 1%, aprovados em 2015 como forma de acordo para acabar com a então greve dos professores. Mesmo tudo estando previsto dentro da legislação e com o aumento na arrecadação de impostos, o governo diz não ter dinheiro para cumprir os compromissos firmados naquela época.

Para o líder da oposição, tudo não passa de uma inversão de valores. Acompanhe na declaração da entrevista coletiva, do vídeo abaixo:

Requião Filho criticou o governo estadual, que anunciou licitação para gastar R$ 143 milhões em publicidade. A audiência pública está prevista para a próxima terça (29), no Palácio das Araucárias.

“Esse reajuste é do ano passado. Se a crise é deste ano, cadê o dinheiro do ano passado?”, questionou Requião Filho.

#servidores #pmdb #propaganda #alep #oposição #calote

0 visualização

Praça Nossa Senhora de Salette, s/nº
Gabinete 101 - 1º Andar - Centro Cívico

Curitiba - Paraná

CEP: 80530-911

Siga Requião Filho nas Redes Sociais

  • Face do Requião Filho
  • Twitter do Requião Filho
  • YouTube do Requião Filho
  • Instagram do Requião Filho
  • Flickr do Requião Filho
  • SoundCloud  do Requião Filho