Buscar

Requião Filho, primeiro discurso como líder da oposição na ALEP


"Se somos pequenos como oposição, aqui dentro, lá nas ruas os senhores descobrirão, em breve, em 2016, que somos mais de 80% do Estado do Paraná".

"É com grande responsabilidade e honra que eu aceito o lugar que me foi indicado pelos meus pares na oposição. Este cargo de liderança passa a ser apenas um cargo burocrático, pois trabalhamos juntos, como um time, primando sempre pelo interesse público, buscando defender a transparência no estado do Paraná. Esta luta, muitas vezes, é acompanhada pela bancada independente da Assembleia. Ainda assim, mesmo sendo minoria aqui dentro, lá fora somos mais de 80% do povo paranaense. Temos a responsabilidade de representar a população do estado que se vê muito mal representada pelo atual Executivo. Vamos cobrar aqui, na Assembleia, o debate de temas muito importantes, como a nova tentativa velada de privatização da Copel e da Sanepar. Iremos acompanhar de perto as determinações do Tribunal de Contas que não vem sendo cumpridas pelo Executivo. Vamos cobrar transparência e seriedade do senhor “Governador/Secretário da Fazenda”, Mauro Ricardo. Queremos que os números apresentados a esta Casa sejam os números reais e não os que mudam de minuto em minuto. Nós temos que ser levados a sério!

Vamos trazer aqui para esta Casa a participação da sociedade civil organizada para que cobrem deste plenário a fiscalização e a transparência tão exigida hoje pelos brasileiros, não só pelos paranaenses. Queremos que este ano os debates sejam sérios e que a transparência impere, aqui nesta Casa e neste Governo. Se por vezes a pequena bancada de oposição não é o suficiente para obter a atenção dos senhores Deputados, quem sabe a sociedade civil organizada participando dentro desta Casa de Audiências Públicas, ou acompanhando as sessões importantes neste plenário possa obter a atenção e o ouvido dos senhores deputados da base governista. Quem sabe o medo da pressão popular faça que o coração dos senhores deputados seja tocado, quando mais uma vez um ajuste fiscal paire sobre esta Casa e o Estado do Paraná.

Não aguentamos mais pagar impostos, nem aqui no nosso Estado, nem tampouco no país. Temos um discurso coerente e programático, além da disposição de participação da sociedade civil. Que tudo isso seja o suficiente para que se faça com que casos complexos sejam explicados, para que possamos evitar um inquérito policial tão ridículo como foi o elaborado para o dia 29 (de abril), do ministério público militar, deixando como culpados dois cachorros. Vamos esperar que a justiça tenha bom senso. Vamos esperar que esta Casa tenha bom senso quando discutirmos aumento de impostos, ou sobre a Copel, a Sanepar e até a Previdência – e este item será discutido aqui este ano. Espero que possamos deixar de lado essa história de base governista e/ou oposição, e discutir este temas como representantes do povo paranaense, da realidade que temos hoje em cada uma das 399 cidades do nosso Estado. Cidades onde os empresários não aguentam mais impostos, onde os professores clamam por melhores condições de ensino, cidades onde a população clama por mais saúde e segurança. É isto que eu espero para o ano de 2016 da nossa oposição e da bancada independente.

Se somos pequenos como oposição aqui dentro lá nas ruas os senhores descobrirão em breve, em 2016, que somos mais de 80% do Estado do Paraná.

Como líder da oposição sou apenas a figura que ecoa a decisão do grupo aqui deste púlpito. Aqui deste púlpito, tenho certeza deputado Romanelli, acredito que teremos bons embates. Tenho certeza que teremos grandes discussões, mas tenho certeza que daqui junto com a sociedade civil dentro desta casa buscaremos explicações às denúncias de corrupção, desvio de dinheiro público e teremos, com a pressão da sociedade civil, quem sabe em ano eleitoral, um pouco mais de atenção dos senhores deputados. Porque os assuntos que aqui passam ficam registrados nos anais da Casa, mas os votos dos senhores, deputados, ficarão para sempre marcados nas suas vidas privadas e públicas. E se o discurso for diferente da prática nós da oposição iremos cobrar essa transparência. Queremos cobrar e queremos destacar o posicionamento de cada um dos senhores deputados e de como votam, tendo certeza de que a sociedade paranaense acompanha de perto o nosso trabalho, porque a transparência e a eficácia são lemas da oposição, desse grupo de sete deputados, neste ano de 2016. Obrigado".

#oposição #alep #paraná

0 visualização

Praça Nossa Senhora de Salette, s/nº
Gabinete 101 - 1º Andar - Centro Cívico

Curitiba - Paraná

CEP: 80530-911

Siga Requião Filho nas Redes Sociais

  • Face do Requião Filho
  • Twitter do Requião Filho
  • YouTube do Requião Filho
  • Instagram do Requião Filho
  • Flickr do Requião Filho
  • SoundCloud  do Requião Filho